MUDAM-SE OS TEMPOS, MUDAM-SE AS TRADUÇÕES?

Oferta especial limitada
16,89 € 18,76 €
DESCONTO-10%
Overview

Esta coleção de ensaios discute e problematiza os vínculos entre tradução e (r)evolução ao longo do tempo. Se se aceitar a premissa de que as traduções, por mais discretas que sejam, introduzem sempre uma medida de novidade nas culturas, daí decorre que o seu impacto não é alheio à ideia de mudança, por vezes radical. Os 13 contributos incluídos no volume examinam os modos como a tradução implica, de formas diversas, um gesto transgressor – uma passagem [a salto?] entre línguas e mundividências.

Índice

Introdução
Elogio de Babel como espaço de dispersão
Alexandra Lopes e Maria Lin Moniz

PARTE I
O avesso da revolução: tradução como conservação

Alcipe tradutora (Algumas aproximações)
Jorge Bastos da Silva
Tradutores, mediadores e História Literária na época da Guerra Peninsular: A tradução de um ensaio sobre literatura portuguesa de Robert Southey
Alexandre Dias Pinto

A revolução oblíqua: a crítica de artes performativas (re)vista a partir dos Estudos de Tradução
Miguel-Pedro Quadrio

Um episódio cosmopolita oculto: as atividades de tradução pelos exilados absolutistas em Paris (1834-1843)
Rita Bueno Maia

PARTE II
Construção do «feminino» e do «erotismo» em tradução durante o Estado Novo

A Revolução e os livros censurados no Estado Novo
Maria Lin Moniz

Conflitos utópicos em tradução: revolução moral e contrarrevolução estética na versão portuguesa de B. Bernage para a Mocidade Portuguesa Feminina
Marta Teixeira Anacleto

Aimez-vous Brahms? de Françoise Sagan: o processo tradutivo,a ideologia e a história
Maria dos Anjos B. M. Guincho

PARTE III
A criança reinventada – a literatura infantojuvenil em tradução

A educação cosmopolita. Imagens do outro na literatura infantojuvenil traduzida em Portugal (1940-1974)
Alexandra Lopes

Revolucionando a literatura ilustrada: paratextos das traduções dos clássicos no Brasil
Marie-Hélène C. Torres

PARTE IV
«E depois do adeus»: tradução e (r)evolução

Depois da saudade
João Dionísio

Os clássicos, a tradução e a Revolução no teatro em Portugal
Christine Zurbach

Tradução e revolução: encontros e desencontros. O caso das coleções de literatura (1974-1980)
Teresa Seruya
CODA – É A TRADUÇÃO REVOLUCIONÁRIA?
Discorrências teóricas, problemas práticos

Pode o tradutor mudar o mundo? Agência e ética na tradução da crise migratória
Karen Bennett

Apontamentos biográficos

Leia mais
Visão Global
Sinopse
Índice
Recensão
Índice
Comentários
Deixe-nos o primeiro comentário!

Deixe um comentário

  • Avaliação:
Descreva este livro utilizando apenas adjetivos ou uma frase curta.
Importar imagens:
Arraste as imagens para aqui ou click para importar.
Detalhes do produto
9789725408100

Ficha de dados

ISBN
9789725408100
Data
01-2022
Edição
Editora
UCE
Páginas
288
Dimensões
230x160 mm
Tipo de produto
Livro
Idioma
Português
Coleção ou Revista
Estudos de Comunicação e Cultura
Classificação temática
Artes e Humanidades » Tradução
Coord./Org.
Coordenação: Alexandra Lopes |Maria Lin Moniz
Títulos relacionados
Pesquisas recentes
MUDAM-SE OS TEMPOS, MUDAM-SE AS TRADUÇÕES? MUDAM-SE OS TEMPOS, MUDAM-SE AS TRADUÇÕES?
Oferta especial limitada
Coordenação: Alexandra Lopes |Maria Lin Moniz
16,89 € 18,76 €
DESCONTO-10%

Menu

Crie uma conta gratuita para usar a lista de favoritos.

Login