ENTRE REZAS & ROMARIAS

Piedade Popular e Prática Pastoral

Leia mais
Oferta especial limitada
11,30 € 12,55 €
DESCONTO-10%
Overview
Embora os crentes acendam velas e façam voltas a capelas, a sua piedade mudou de campo, apesar de continuar a aparecer na cena mais nobre dos media com o mesmo vislumbre. Vive-se num mundo novo, repleto de novas ferramentas que os crentes teimam em utilizar. A novidade vai dando a mão ao mais antigo e teima em fazer a notícia. A liberdade é mais um valor do momento e os ritos fabricam outras plataformas. Usam-se as fotos como se de nipónicos se tratasse e as câmaras de vídeo registam para os defuntos o que será visto em outra vida. Muitas crenças se promovem e facilmente ganham espectadores que fazem de mirones.O virtual promove e amplia. A cultura é mais de power-points e de blogs na esfera virtual, mas o que se vive vai depressa para um outro planeta e entra em casa do amigo em tempo real. O tempo é de muita velocidade. O mocho nem tem tempo de piar, nem a jaculatória tempo de ser pronunciada. As rezas são ditas mais depressa e as romarias demoram, talvez, o mesmo tempo. No visor vestem-se de mais cores e a sensação dá mais vigor à lide. O Espírito Santo contenta-se com o latente e os Santos potenciam a felicidade. No palco de toda esta encenação há muita luz, flores e grande fervor.Há muitos caminhos percorridos e muitos mais a percorrer. Mesmo a pé, a procissão de velas terá mais devotos e repetidas ave marias. As guirlandas e os altifalantes farão parte da festa e não haverá cansaço ao amanhecer. Dos anos que passaram falam os doutos e os pregadores. Em Puebla e em Roma houve doutrina. Paulo VI benzeu com um hissope de bom discernimento. Cantamos as modas mais antigas, mas damos um pulinho ao mais moderno. Nunca esquecemos a metáfora que devolve o que tinha saído da memória da gente na Piedade Popular. INTRODUÇÃO 1. A MORTE NO IMAGINÁRIO DO MINHO 1. Sinais cósmicos da morte 2. Ditados da morte (entre o povo) 3. Da procissão dos mortos (como incógnita) e das “rezas” 4. O médico, o padre e a ambulância 5. A aldeia na morte 6. Depois da morte 7. A morte e a ciência 8. A morte humanizada 2. A PIEDADE POPULAR MARIANA 1. Contexto religioso hodierno da piedade mariana 2. Notas da piedade popular mariana 3. Prioridades pastorais 3. AS ORAÇÕES POPULARES A MARIA 1. Na memória ritual 2. Breve vista antropológica 3. Alguma luz pastoral 4. A RELIGIOSIDADE POPULAR NA SEGUNDA METADE DO SÉCULO XX 51 1. O tema 2. A circunstância 3. O que fazer? 5. O ANJO ENTRE LITURGIA E PIEDADE POPULAR 1. “Com os anjos e santos…” 2. A parte dos anjos e o espiritual do universo 3. “Ao pé do anjo que me mostrou tudo…” 4. “Quem é Elisabete?” 6. O ESPÍRITO SANTO NA PIEDADE POPULAR 1. Sem rosto 2. Um credo narrativo, o do Espírito 3. Religiosidade popular e o sagrado 4. O Espírito numa identidade em movimento 5. Eco da Palavra nas palavras 6. Dedo de Deus na mão do homem 7. LUGARES DE PEREGRINAÇÃO E PIEDADE POPULAR 1. O que era 2. Acontecimento, o que se passa hoje 3. O que poderá ser 8. SENDAS PASTORAIS, SANTUÁRIOS E PIEDADE POPULAR 1. O caminho da liberdade 2. O caminho da cultura integral 3. O caminho do pluralismo 4. O caminho do simbólico e da passagem 5. O caminho da Palavra 6. O caminho do acolhimento 7. O caminho do “Santo” 9. RITOS, PIEDADE POPULAR E PASTORAL 1. Pressupostos 1.1 Corpo de Cristo 1.2 Diferentes na unidade 1.3 Apostolicidade 1.4 Vontades assumidas 2. Os ritos na ação pastoral 2.1 Constitutivos 2.2 Tipos 3. Horizontes pastorais possíveis 3.1 Aprendizagem 3.2 Ritos e socialidade 3.3 Ritos e imagem 3.4 Imagem de Catolicidade 10. PEREGRINAÇÃO E SANTUÁRIO, ESPAÇOS DE 1. Zacarias entrava no “santuário” 2. O santuário estava agora em Nazaré 3. Não ficaria cravado num lugar o Amor definitivo 4. Cansar-se-á desde aquele dia inédito? 5. Exausta, mas não esgotada, está sempre à espera 11. SIMBÓLICA DAS ROMARIAS E PRÁTICA PASTORAL 1. Constatações: da pastoral à simbólica 2. Emergências: da simbólica à pastoral 12. PIEDADE POPULAR, DOCUMENTOS E SIGNIFICADO 1. Os documentos 1.1 Em 1955 1.2 Medellín 1.3 Puebla 1.4 Santo Domingo 1.5 Aparecida 1.6 O sadio discernimento 2. A hermenêutica 2.1 Metáfora em três dimensões 3. E a comunidade? CONCLUSÃO 1. Um povo 2. Devoto 3. Nível cultural 4. O discernimento 5. A liberdade 6. Aproximação cultural 7. Todos com todos BIBLIOGRAFIA GERAL
Leia mais
Sinopse
Índice
Comentários
Deixe-nos o primeiro comentário!

Deixe um comentário

  • Avaliação:
Descreva este livro utilizando apenas adjetivos ou uma frase curta.
Importar imagens:
Arraste as imagens para aqui ou click para importar.
Detalhes do produto
9789725403082

Ficha de dados

ISBN
9789725403082
Data
12-2011
Edição
Editora
UCE
Páginas
184
Tipo de produto
Livro
Idioma
Português
Coleção
Varia
Classificação temática
Teologia » Teologia Sistemática
Títulos relacionados
Pesquisas recentes

Menu

Crie uma conta gratuita para usar a lista de favoritos.

Login